Quem é Heinz Stücke?

Um homem que queria ver tudo. Um cicloturista. Um nômade. Um aventureiro. Um maluco. Um viageiro. Um vagabundo. Um ciclista de longa distância. Um apaixonado por bicicletas… É difícil definir Heinz Stücke em poucas palavras, porém o que tornou seu nome conhecido pelo mundo foi o fato de viajar de forma ininterrupta pelo globo, com uma bicicleta, por 48 anos.

Heinz é uma figura lendária do cicloturismo que ousou chegar em lugares do planeta onde uma bicicleta carregada jamais havia cruzado antes, sem a metade dos equipamentos e da tecnologia que um ciclista pode contar hoje. Nascido em 1940 em Hövelhof, na Alemanha, aos 22 anos decidiu largar um emprego como fabricante de ferramentas para seguir viajando com sua bicicleta.Heinz jovem

Para ele, além do melhor meio de transporte, a bicicleta é um excelente passaporte e também um cartão de visitas que abre muitas portas. Segundo Heinz, graças à bicicleta, ele contou com apoio e abrigo solidário de muitas pessoas, o que permitiu não apenas conhecer diferentes estilos de vida pelo mundo, mas passar por ele contando com uma autêntica vivência.

Heinz pedalou mais de 600 mil quilômetros e visitou cerca de 275 países mundo a fora. Em 1995 quebrou o recorde mundial do cicloturismo, mesmo após 6 bicicletas roubadas e recuperadas. Além de viajar em bicicletas tradicionais, Heinz também percorreu parte do seu trajeto em uma tandem (bicicleta dupla) e em uma Bromptom (bicicleta dobrável).

Além de recordista, Heinz é também um sobrevivente. Em 48 anos, ele escapou da morte algumas vezes e conta com relatos inusitados como um ataque de abelhas enquanto tomava banho em um rio em Moçambique, ter sido atingido por um caminhão no deserto do Atacama, ser espancado por soldados até ficar inconsciente no Egito e ter sido perseguido por uma multidão enfurecida no Haiti, entre outros.heinz_st1

Recentemente, Albert Albacete gravou um documentário cujo título é “The man who wanted to see all” (“O homem que queria ver tudo”) contando a história de Heinz Stücke. Embora não exista uma data prevista para o lançamento, o teaser do documentário pode ser visto aqui, e ainda é possível acompanhar um canal no Youtube cheio de entrevistas do ciclista, porém sem legendas em português. Inspiração garantida para quem gosta de viajar de bicicleta.

Depois de 51 anos e 100 mil fotos em seu acervo, Heinz voltou para a sua terra natal onde vive atualmente. Como conseguir viver tanto tempo na estrada e levar uma filosofia nômade? Há quem diga que a vida na estrada foi motivada por uma aversão a voltar ao trabalho em uma fábrica. Mas acho que a melhor resposta mesmo, foi dada pelo próprio Heinz em seu documentário: trata-se de descobrir a jornada como sua forma de realização.

 “Eu tinha uma ideia dos locais que gostaria de ver, mas continuava postergando a minha volta de novo e de novo. Ao final, a jornada se tornou interminável, porque eu encontrei o estilo de vida que desfruto. E o que pode ser melhor do que seguir uma vida que é cheia de satisfação? E a jornada é a minha satisfação”120606980-heinz-stuecke-1o3cceJFVvef

(Heinz Stücke, “The man Who wanted to see it all”)

Para saber mais sobre o Heinz, aqui o site oficial dele.

E você? Tem algum cicloturista ou história que te inspire? Escreve aqui para nós!

Anúncios

3 comentários

  1. Inspiradora a história deste grande Viajante. Porém há algum equívoco na reportagem com relação às datas. Se ele nasceu em 62 e começou a viajar com 22 anos (isto seria 1984) Como ele está viajando a 48 anos? Em outro trecho cita “depois de 51 anos… volta a sua terra natal”… Aconteceu algum erro matemático por aí. Mas parabéns por publicar matérias inspiradoras como está.

    Curtir

    • Obrigada pelo comentário Rui! De fato, fiz uma confusão: Heinz nasceu em 1940 e começou a viajar em 04.11.1962, com 22 anos. Mesmo depois de viajar por 48 anos ininterruptos, Heinz só voltou a morar na sua cidade natal 3 anos depois de finalizar sua viagem (por isso os 51 anos, ok?). 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s