Conselhos de Alastair para jovens aventureiros (válidos também para “não tão jovens”)

“O que você diria para alguém jovem que está planejando uma grande aventura de bicicleta?”

Essa pergunta foi feita ao aventureiro inglês Alastair Humphreys nesse vídeo aqui e achei sua resposta tão completa – e válida para “nem tão jovens” aventureiros – que decidi escrever para ele e pedir sua autorização para reproduzir esse conteúdo aqui no blog. Para a minha surpresa, Alastair respondeu um e-mail mais do que simpático, autorizando a reprodução e ainda me encorajando para continuar com as minhas aventuras. Resultado: fiquei mais fan ainda do cara! ❤

Para quem não conhece o Alastair Humphreys, ele viajou de bicicleta pelo mundo durante 4 anos começando em 2001 em Yorkshire, sua terra natal, e de lá seguiu pela Europa, África, América do Sul, Rússia, China e Ásia Central. Alastair escreveu diversos livros e tem um site incrível e um canal no youtube que valem a pena a visita.

O que mais me fascina nele, no entanto, não é o fato de ter feito uma longa viagem de bicicleta e seus relatos sobre ela. O que mais gosto do seu trabalho é que Alastair tem na aventura seu estilo de vida . Para ele, “aventurar-se é sentir o sabor da vida! “ algo que concordo muito e, da mesma forma, pratico.

Você não precisa fazer uma viagem longa para se aventurar com uma bicicleta. Acredite, existem muitas possibilidades na sua vizinhança que talvez você nem saiba… E se você nunca pensou sobre isso, aconselho você ver esse vídeo aqui, onde ele fala sobre as Microaventuras.

Mas, voltando aos conselhos para quem tem vontade de fazer uma viagem longa de bicicleta… Como Alastair mesmo fala, os motivos pelos quais as pessoas acabam desistindo das suas grandes aventuras são basicamente os mesmos: ausência de tempo para executar seu projeto, dinheiro, compromissos da vida relacionados à trabalho, carreira e etc., e relacionamentos.

Apesar de todos esses fatores, como ele bem diz, você nunca encontrará um momento fácil ou as condições ideais para realizar sua aventura. Todas essas questões estarão presentes na sua vida, de uma forma ou de outra, agora ou no futuro…

Sobre dinheiro

Para boa parte das pessoas dinheiro é a maior questão relacionada a viabilizar uma grande aventura. Para quem é mais jovem, é comum pensar que você não tem dinheiro o suficiente como quem está no mercado de trabalho há mais tempo.

Para Alastair existem jeitos muito simples de se juntar dinheiro para uma aventura. Primeiramente, comece economizando agora! Não importa se são £10 ou £20* por semana, ao final de um ano você já conta com uma quantia suficiente para viajar por um bom tempo.

Fazer uma lista de tudo aquilo que você gasta no mês e anotar todas as suas despesas também ajuda você a ter mais clareza sobre aquilo que gasta, com o quê e como gasta. Certamente, colocando as coisas no papel você verá que possui uma série de gastos supérfluos que podem ser reduzidos para fazer uma poupança.

Aventuras não custam tanto dinheiro quanto você provavelmente acha que elas podem custar e, certamente, esse tipo de investimento é um dos melhores que você pode fazer. Tenha certeza que será o melhor dinheiro economizado e gasto de toda a sua vida!

Comprometimento e prioridades

Toda vez que você estiver planejando sua aventura, tente não dizer para você mesmo “eu não consigo fazer isso”, mas sim, “eu escolhi não fazer isso”. Pode não ser totalmente verdade, no entanto, esse tipo de pensamento traz maior clareza sobre aquilo que você está realmente priorizando. Se você quer fazer sua aventura acontecer, comece economizando agora e se comprometa com o seu objetivo.

Procurar patrocínios nem sempre é uma boa saída

Poucas marcas se sentem encorajadas a patrocinar um projeto piloto, sem um histórico e que representem um real ganho para a marca. Mesmo na questão de descontos ou fornecimento de equipamentos gratuitos, poucas empresas adotam esse tipo de política, justamente por não ficar claro o real benefício que seu projeto representa para uma marca.

Porém, isso não precisa ser um impeditivo. É possível fazer uma grande viagem sem o melhor equipamento. Hoje existe uma infinidade de sites para se comprar equipamento usado que podem ser uma ótima alternativa para orçamentos mais baixos.

Vá agora e faça algo real. Isso parece ter mais sentido do que adiar sua viagem por conta de equipamentos ou mesmo passar anos buscando patrocínios.

É normal sentir medo

Ficar nervoso é bom e até possível de se entender. É normal se sentir inseguro se você não tem muita experiência. Pode ser também que muitas pessoas te desencorajem afirmando que esse é o melhor momento para você cuidar do seu futuro, investir no seu trabalho ou na sua carreira.

Todas essas angústias só irão se dissolver depois que você sair rumo à sua aventura. Achar que você não nasceu para isso, ficar apavorado, congelado ou sobrecarregado quando você não tem tanta experiência quanto você gostaria, é absolutamente normal.

Quando você começar a se planejar, começar a guardar dinheiro e se comprometer com a sua aventura, verá que não é tão difícil. E quando você estiver realizando sua aventura, você ficará bem, tenha certeza.

Coloque uma data

É preciso colocar uma data para a sua viagem e contar para as pessoas que você vai. Isso vai te ajudar a ter mais comprometimento e a evitar a procrastinação. Não importa se até lá você não juntou todo o dinheiro que gostaria ou se tem o melhor equipamento. Você nunca estará totalmente pronto. E isso não importa.

Carreira, trabalho, futuro

É muito sensato pensar que você deveria estar investindo na sua carreira ou no seu futuro. No entanto, você ainda terá muito tempo para se dedicar ao seu trabalho, especialmente se você é jovem. Se não acredita nisso, pergunte a alguém mais velho sobre quais momentos valeram mais a pena em suas vidas.

As aventuras, acredite , vão te ajudar a ser uma pessoa mais empregável e vão contribuir para o seu currículo. Elas são uma ótima experiência de vida, não se tratam de um gasto, mas sim de um investimento.

Planeje, mas nem tanto

Se você está em busca de aventura, planejar é bom, mas isso não significa que você precisa de um itinerário completo, com estadias pré-agendadas e dicas de onde comer. Planeje sua segurança e sua logística, para ser bem sucedido. Planeje os vistos necessários, o que levar para garantir sua saúde e a quantia de dinheiro necessária.

Você sempre vai achar um lugar para dormir, relaxe!

Segurança

Muitas pessoas se preocupam com a questão da segurança. É muito provável que você também esteja preocupado e, da mesma forma, sua família.

Seja pragmático e não vá a lugares ditos como perigosos. Quando viajei de bicicleta fiquei muito preocupado sobre a minha segurança. Mas depois de 4 anos pedalando tive a certeza que estava quase 99,9% seguro pelos lugares por onde passei. As pessoas são hospitaleiras e boas, você é bem vindo em muitos lugares. O mundo é um lugar muito melhor do que se imagina.

Se tem dúvidas ou receio sobre um determinado país por onde quer passar,converse com outras pessoas que já viajaram por esses lugares, procure saber como foi para elas. São essas as pessoas que podem te dar conselhos razoáveis sobre segurança.

Tome cuidado com a sua “carreira” de aventureiro

Uma vez que você fez seu plano, juntou dinheiro e esta com tudo pronto para a sua viagem, esqueça as mídias sociais, blogs, publicidade, ficar famoso e etc. Não encare a sua viagem como o início de uma carreira de aventureiro. Essas coisas são para depois que você finalizar sua viagem e não antes. A coisa mais importante para a sua primeira grande aventura é: vá e faça a sua grande primeira aventura. Isso é crucial! Faça uma aventura porque isso significa muito para você, porque ela te desafia, porque ela te excita. Documente sua viagem da forma que você mais gostar, seja escrevendo, fotografando, filmando ou até pintando. Documente da forma que for mais significativa para você. Não se preocupe sobre o resto, fama e dinheiro. Isso tudo é ridículo. Vá e faça a sua aventura porque você quer fazê-la, esse é o melhor motivo para você sair e viajar.

Se preocupe em documentar sua viagem com seu coração de um jeito que você se sinta verdadeiro com ela.

O que aconselho é que você pegue sua bicicleta, sua barraca, seu equipamento e pedale o mais longe que você puder, até quando o seu dinheiro e a sua energia durarem.

Uma viagem assim vai te ensinar muito mais do que qualquer faculdade ou irá te preparar melhor para qualquer posição de emprego que você desejar. Isso vai te dar a melhor forma e a maior força do que qualquer academia já deu. Vá para uma viagem longa de bicicleta que você nunca mais vai se arrepender.

E se você ainda está convencido de que não vai fazer agora, saiba que nunca existe tempo ideal para se fazer uma aventura. Então comece economizando e coloque a sua data. Simplesmente vá. Boa sorte e me mande um cartão postal!

Notas da autora desse blog:

A tradução do vídeo não é literal e sim livre, por isso o objetivo foi manter apenas as ideias na íntegra.

*Os valores foram traduzidos em libras, o que equivaleria a £20 = R$ 106,91 semana/ ou R$5.000,00 ano.

Para mim, esse vídeo foi tão inspirador – embora eu não seja uma aventureira tão jovem assim – que depois dele fiz minha primeira microaventura sozinha! Conto mais em outro post…

Se gostou das dicas e se sentiu muito inspirado, deixe seus comentários abaixo!

Anúncios

8 comentários

  1. Concordo em todos os pontos, poderia eu ter escrito o texto… Faço um mea culpa com relação ao último item, sobre a “carreira”. Em minhas primeiras viagens, me iludi pensando em fazer das viagens um negócio, assim de imediato. Hoje estou mais consciente e viajo apenas pelo prazer, se bem que uma viagem grande (para mim, que estou com 64 anos) que farei de Laguna-SC ao Chile, merece uma produção mais séria.

    Parabéns pelo artigo. Já havia passado aqui pelo blog, mas só agora favoritei, hehe…

    Curtir

  2. Muito inspirador o texto. Eu não sou tão jovem assim e vou fazer minha primeira micro aventura, durante 6 dias na Serra da Mantiqueira, em Maio. Acho que me programei demais, pois reservei pousada/hotel pelos locais que dormirei.

    Curtir

    • Olá, Eduardo! Obrigada pelo comentário e pela visita! Eu também nem sou tão jovem rs, mas acho que nunca é tarde para começar a se aventurar, ainda mais se você gosta de pedalar e quer seguir viajando! Muito legal essa sua micro aventura! Depois passa para contar mais, se quiser deixe contato de blog ou o que seja! Abç.!

      Curtir

  3. Gostei muito. Tambem não sou nenhum “spring chicken”, mas foi de fato inspirador. Cheguei até a compartilhar o video na linha de tempo do meu filho, no Facebook, que tem planos de fazer um “gap year” depois de completar seus “A levels” e sair pelo mundo afora.
    Com certeza existem aventuras para as quais saúde e vitalidade é um fator importante, mas sei de pessoas bem mais velhas que eu (tenho 51 anos) e que estão se aventurando em cima de uma bicicleta por este mundo afora (com a minha asma, não me arriscaria a escalar o Himalaia na minha idade). Eu acredito que a bicicleta e uma vida de aventura tem o real potencial de prolongar a vida de uma pessoa e melhorar sua qualidade de vida tambem. A atividade fisica, o ar livre, uma vida sem muito stress (sempre vai ter um pouco, faz parte da aventura) e uma boa alimentação são provavelmente fatores que contribuiriam para isso.
    Obrigado por compartilhar. Apesar de eu morar na Inglaterra a muitos anos, não me recordo de ter ouvido falar do Alaistar antes. Mais um para adicionar a lista de favoritos… 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s